quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Ele abriu os braços
novamente
e, desta vez,
eu pude perceber,
embora receosa,
o gesto:
é a minha casa
sendo construída,
pensei.

6 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Que bonitinho ...

Cogumela =) disse...

Eu acho perigoso abrir os braços.
Acho perigoso pensar em casa.
Acho perigoso abrir, fechar, ser...

Relaxa, eu sou uma ostra! xD

Abraço-te!

Ana SS disse...

Como é bom ter uma casa dessa.

Anne M. Moor disse...

Estamos sempre em construção e momentos como hoje são bons para aprendermos a respirar novamente!

Bjos
Anne

Anônimo disse...

Jana
te espero prum batepapo na radiocom, 104.5 fm, www.radiocom.org.br na quinta, dia 09 de setembro. preparem, tu e a Tê, roteiros, e levem poemas pra lermos. e pra colhermos boas histórias. parabéns pelo espaço. abração do Alvaro Barcellos

Ester disse...

Uma casa bem no meio do abraço,
moraria para sempre em um
lugar assim!


linnndooO!