quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Vou te propor um pacto:
vamos causar impactos?
Jorram intentos:
puro vapor do nada.

6 comentários:

Ester disse...

Jana, querida!

Venho menos aqui do que gostaria, mas sempre me surpreendo com 'impacto' que suas palavras causam em mim..

Quanto ao seu comentário, vc não imagina a emoção que senti, pois tenho em Cecília Meireles a representação da poesia mais pura, a minha maior referência no mundo literário, e minha maior influência também. Esse foi sem sombra de dúvida o maior elogio que recebi desde que atrevi publicar meus poemas... Agradeço muito seu carinho!
Sei que não nos falamos muito, mas o carinho literário que nos une permanece inabalável,

Fique com Deus, minha linda amiga!

Ester.~

Ester disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
janaina brum disse...

Ester! é sempre um prazer te ver aqui! E quanto à Cecília Meireles, é verdade o meu comentário! E ela foi a minha primeira - primeiríssima! - referência poética!
Beijo, beijo!

Ester disse...

Jana,

Sabe o que me consola com relação aos nossos pais?

Eles estão presentes em nossas vidas através do sangue deles deixado em nós, e segundo creio que nos reencontraremos com eles onde estiverem,
por isso devemos nos alegrar e fazer dessa vida apenas uma passagem, o melhor ainda está por vir...


beijos,--

janaina brum disse...

Ai, Ester, concordo plenamente contigo... eles estão presentes, sim, e nas coisas mais simples...
Beijos

Zé alberto disse...

Olá

adorei tanto este pedacinho de poesia,
os meus parabéns por este seu cantinho tão engraçado.

Zé (blog: "Cenas Gagas")