quinta-feira, 22 de julho de 2010

Sinto muito frio,
eu disse.
E ela me apertou
contra o peito.
Era hora de delicadezas.
Eu não posso com este
céu
em
mim.

3 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Phode sim ...

janaina brum disse...

FF, FF... hehehe

Tear de Sentidos disse...

Hum... Eu é quem queria ter a minha cabeça contra teu peito... Quero delicadezas e céu...!
Lindão o poema!!!
Saudade! Tê!

Ps: Sr. Flávio Ferrari, a quem não conheço... Sem falsos moralismos, mas é hora de delicadezas...!
Porém, se é pra rir, tá bem... Ehehe!