terça-feira, 11 de maio de 2010

Poeminha que fiz, no final de 2009, a pedido de meu pai, para a equipe da Nefrologia do Hospital São Francisco de Paula...


Não há punições
Em um céu tão leve,
Só uma equipe de anjos
A me ninar.

Tantas manhãs de invernos
E primaveras e a mesma
Luz diariamente a me afagar.
São anjos a me ninar.

Quando talvez eu só esperasse
Sombras na sombra de um único  lugar,
Eram eles – os anjos – a me ninar,
Anjos de branco, sempre na porta, no limiar.

Só assim a minha dor
É mais suave – anjos de branco
A me ninar, na esperança
De dias bons a me ninar.

Anjos só voam em sonhos.
Aqui eles caminham e sorriem.
Anjos de branco
A me ninar.

4 comentários:

Anne M. Moor disse...

Que lindo Jana... Me transmite paz...

bjos
Anne

Anônimo disse...

UAUUU!!
MUITO LINDO!!

Tear de Sentidos disse...

Jana, o tio Danilo, com certeza, está rodeado de anjos... Vive entre eles aqui mesmo na terra!
Bj a ti e ao meu mimoso!
Que os anjos sempre o protejam!!!!
Te adoro!
Bj, Tê!

janaina brum disse...

Anne... era essa a minha intenção... que bom que consegui!
Beijocas no cuore, amada!

Ai, anônimo, não me deixa curiosa!!!!

Tê, paixão... mais coincidências?
Beijocas