sábado, 1 de maio de 2010

Plurilema policultural: para cada livro que amo, queria escrever um outro - visceral. Obras da noite têm pequenas obras-filhas, de ventre, de víscera, de versão diferentes. Assalta-me a palavra alheia.

(Com o pensamento na Lili P.R.)

Nenhum comentário: