terça-feira, 13 de abril de 2010

Espero a cidade úmida
ao amanhecer
jogo dados para o alto
e me assalta uma melancolia
de antepassados
sórdidas manhãs de abril
sem cerração
céu aberto e promessas de calor
espero a manhã fria
na beira da lareira
primeira vez que te vi.
Ela virá.

Nenhum comentário: