sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Hoje resolvi mexer nos meus arquivos... Achei coisas das quais nem lembrava. Dentre elas, o poema a seguir. Interessante ver o que a Janaina de 18 anos pensava, como escrevia... Interessante me deparar com outra Janaina, que tinha outras preocupações, outros ideais e outra forma de escrever, até mesmo ensaiando métrica. Compartilho com vocês esse estranhamento que senti há poucos momentos atrás. Uma boa noite!


Brotou da boca fremente
de um velho, índio, judeu:
Não sei quem é mais demente
se é o resto ou sou eu.

Andou no senso recente
comum que já esqueceu:
O que você acha comente
se for o mesmo que o meu.

Saiu da boa indecente
de algum puritano ateu:
Tenho no sangue latente
só tudo o que Deus me deu.

Lembrou um sábio inerente,
pensante que se meteu:
Ser humano é ser doente
mais no outro que no que é seu.

9 comentários:

A Palavra Mágica disse...

"Saiu da boa indecente
de algum puritano ateu:
Tenho no sangue latente
só tudo o que Deus me deu."

Que garota atrevida, tão jovem e já sabe a arte de provocar!

Parabéns Janaina!

Todos nós amadurecemos, mas nesse caso, não foi você quem mudou, as coisas é que mudaram.

Um poeta tem a eterna liberdade para escrever o que você escreveu, seja com dez ou mil anos. Pessoas como você são atemporais.

Um beijo!
Alcides

Anne disse...

Estás em cada linha deste poema... Chego a enxergar teu olhinho rsrsrsr

Beijos
Anne

Ricardo Kersting disse...

Somente as Janainas que se seguiram poderiam testemunhar a transformação para chegar na Janaina de hoje. Mas é interessante verificar o quanto a sutileza substituiu a audácia direta e os ganhos inequívocos que isso te trouxe. De qualquer forma há indícios implícitos do que viria pela frente.
Saudações

Flavio Ferrari disse...

Delicioso ...
Dava uma boa letra de rock ...

Janaina Brum disse...

Alcides, atrevimento é coisa de jovens, para muitos, mas espero que possamos sempre "atrever"!
Bjs, Jana

Janaina Brum disse...

Que interessante, Anne, achei tão diferente de mim hoje... que bom ter o olhar do outro! essencial...
Beijos

Janaina Brum disse...

Ricardo, são tantas Janainas...
Beijo

Janaina Brum disse...

Flávio, uma boa ideia, sempre quis ser roqueira! Hehe
Bjs

Zisco disse...

Acho que vc ainda não tinha chegado à fase "Born to be wild", em que se encontra, mas gostei.

Hj vc já chuta lpgo o balde e mergulha de cabeça na emoção.