sexta-feira, 27 de março de 2009

Eu não quis ser dona da palavra

se te tomei tuas conquistas, teus ideais

foi por querer ser o teu itinerário, tua estrada

tomar teu tempo e ouvir o que vai atrás da tua voz

no outro dia, havia marcas impenetráveis

de uma violência vinda de antes

dos meus conflitos e contradições

Eu não quis ser dona da verdade

quis consolar-te nos meus braços

abraços confundidos, confusos

Eu não quis ser deusa

e erguer a noite no lugar do dia

mas fiz

a consolar-te

quero te viver

tornar-te vívido

vivido

te pego na esquina em dois minutos

estejas pronto, não vou esperar

não temos destino

não creio no destino

é a hora, não tens saída


11 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Janaina,

Belo poema imperativo.

"Estejas pronto","não tens saída". Ou vai ou vai. E logo. Em dois minutos.

Se for para ser feliz...

Um beijo!
Alcides

Ricardo Kersting disse...

Não precisaste tomar a palavra. Simplesmente não deixaste dúvida.
Poema lindo, maduro e com um final desconcertante.. Maravilhoso
Nada posso dizer além disso.
Bjs.

Zisco disse...

É bom ter uma amiga que não quer ser deusa mas decreta com tanta naturalidade o destino de quem ela quiser.

Você é bem democrática, né?

Por isso e por muito mais vim te deixar um presente.

Passa no meu blog,
http://zisco-zisco.blogspot.com, tem um presentinho para vc por lá!

Janaina Brum disse...

Ai, Zisco, tu me matas! Heheheh
Me chamando de autoritária, né... só pq quero te convencer de que o Gessinger é o máximooo

Janaina Brum disse...

Ricardo e Alcides, obrigada pela visita,´é sempre bom vê-los por aqui!!
Em breve o Alcides será publicado aqui no blog!!!

Zisco disse...

Guria,

esse teu toque autoritário é teu charme, a moça dos olhos verdes tb é assim, adoro isso, kkkkkkkk!!!!!!!

Bjs!

Jaquelyne A. Costa disse...

Amiga!
Você é demais!!!
Como o Zisco falou, és democraticamente decidida e "decididora"!!

Beijos=*

Tetê disse...

vá!

ao encontro do amor
e
dos sonhos que o embalam...

ser feliz
!

mangapinto disse...

Amiga, você quis sinceramente ser a amiga, o amor, a amante, muito lindo seu poema.Foi definitiva e plural...

abraços - Mangarosa

Flavio Ferrari disse...

Jurava que tinha deixado um comentário por aqui ...
Vai ver que demorei mais de 2 minutos para postar ...

teresinha brandão disse...

Diretassoo!!! Perfeito!!!
Que "economia de palavras", heim?
Isso demonstra que escolhestes as melhores, mais "certeiras", mais "exaras"!!!
Parabéns, Jana! Estás cada vez mais dezzzz!
Bj! Tê!