sábado, 21 de março de 2009


Acabou o vinho
o que vou beber?
Me embebendo toda
nas tuas carícias
penso nos braços dos outros
que estão por vir
Entedio todos os ouvintes
que bocejam
queria cantar
e é assim que a voz acelera
insegurança do tom monótono
da academia
Eu quero é poesia
me liberta
me liberta

11 comentários:

Zisco disse...

Sê livre minha amiga, ninguém é doido para querer prender tua alma de poeta!Sê livre!

A Palavra Mágica disse...

Janaina

Tem uma música do Kleiton e Kledir que diz que diz:

"Depois do terceiro ou quarto copo
Tudo que vier eu topo
Tudo que vier vem bem"

Não é bebendo que se liberta, mas é livre que se bebe o prazer de viver.

Beijos!
Alcides

Flavio Ferrari disse...

Se o vinho não tivesse acabado
Tu estarias a cantar
Feito um passaro encantado

Ricardo Kersting disse...

Parece que buscas liberade na poesia, entretanto buscas poesia onde não há chance dela estar. Nas horas subsequentes é que se vê quanto dela se perdeu. Podias abrir os olhos antes do vinho acabar.
Beba, mas com poesia...
Beijo

Janaina Brum disse...

Zisco, ainda não sei o que é liberdade... acho que é pura utopia, estamos sempre presos... mas em se reconhecer isso, podemos tocar essa utopia...
filosófico, não? Heheheheh

Janaina Brum disse...

Alcides, essa música é uma das poucas de KK que me faz pensar... gosto muito!
Bjs

Janaina Brum disse...

FF, da próxima vez vou fazer um estoque bem maior de vinhos!!!

Janaina Brum disse...

RK, a poesia está em nós, não precisa estar nas coisas... eu vejo possibilidade de poesia em tudo... pode haver quem não veja...
Bjs

Ricardo Kersting disse...

Perdão Janaina! Não soube me expressar. Não quis dizer que não vês poesia, pelo contrário vês e muito. A menos que eu não tenha entendido o teu poema, penso que ficou claro que buscaste a poesia que vias, porém não encontraste! Nisso é que sugeri à poeta que continuasse a sua busca antes do vinho terminar, usei a tua metáfora que foi o que mais me encantou no texto... Devo dizer que o poema é lindo perdão novamente. Prometo ler com mais atenção os próximos..
Bjs.

Anita Carrasco disse...

Para a poetiza que és... tudo faz com que te reportes ao sentimento que brota a cada segundo dentro de ti...segue amando´, pois é o único dos sentimentos que nós coloca dentro de um estado perene de felicidade !!!!!!!!te adoro .. mil beijinhos da Anita

teresinha brandão disse...

Desculpa "Palavra mágica", mas "lição e moral" e análise de poemas num blog como este ... Me erra, vai!
Parabéns, Jana! Te liberta, te liberta! Inclusive do puritanismo dos que querem fazer da poesia um "tratado" de boas maneiras ... Eu, hein...? Urg!!!
Bjs, querida!